28 de fev de 2011

Esse hotel valeu a pena!


Depois de conhecermos alguns lugares decidimos deixar de lado as pousadas e procurar um hotel e que esse tivesse um pouco de luxo, pois depois da invasão dos mosquitos nós merecíamos, né?! =D
Foi então que chegamos no hotel escolhido, lindo e maravilhoso! Um sacadão no quarto, ar-condicionado, frigobar, uma banheira incrível e tudo o que tinhamos direito. Uma verdadeira suíte presidencial superluxo, perfeita para as nossas férias!!!
As crianças chegaram cansadas e com sono e logo apagaram. As mamães fizeram um lanche e foram relaxar na banheira, claro! Que noite gostosa de sono tivemos, dormimos feito mamães-anjinhas e acordamos prontas para viver mais emoções.
Mas o segundo dia da nossa viagem eu conto depois, pois está tarde, estou com sono e amanhã é meu aniversário, rs.
Dia 2 eu volto pra contar, tá?
Beijinhos, Mamãe Kaká.

Brunna e Diego assistindo dvd no café da manhã do hotel:
Concentração total!
O Di estava tentando trocar a música, eu acho, rsss.
Todo mundo falava com eles no refeitório.
Na saída do café, desfilando pelos corredores do hotel.









26 de fev de 2011

O que é uma menina?


"Muita atenção que vou dar uma receita de menina...
Para se fazer uma menina, toma-se uma xícara de felicidade, dois baldes azuis, pétalas de rosas, um pouco de glacê, um punhadinho de areia, três conchinhas róseas, uma colherada de imaginação...
Acrescenta-se também um pouquinho de sal e muito açúcar e mel, uma casquinha de sorvete, o dengo de um gatinho novo e três gotinhas de perfume. Não esquecer de um espelhinho prateado, pois uma menina é antes de tudo mulher, e logicamente vaidosa...
Recolha com cuidado uma gotinha de orvalho, o brilho de uma jóia, todas as matizes de um quadro de Renoir, uma pitada de sonho e muito carinho...
Consiga um pouco de brisa que sopra do mar, uma colherinha da luz das estrelas, um sorriso inesperado, o ruído de uma onda na praia e deixe tudo isso ao luar. Misture e acrescente muita ternura e amor, um pouco de teimosia e muita curiosidade, uma lágrima e duas asinhas de beija-flor...
Assim que são feitas as meninas. São as coisinhas mais lindas que existem na terra, são muito frágeis e ao mesmo tempo fortes e resistentes...
Com apenas uma lágrima comovem o mais duro dos corações, pois, ninguém resiste a um pedido acompanhado de um beijo...
Uma menina parece que nasce sabendo ter a responsabilidade de suavizar e colorir a vida."
Filha, você é a menina dos nossos olhos!!!
TE AMAMOS PRA SEMPRE,
Suas Mamães.

25 de fev de 2011

Viagem - Primeiro Dia


Terminei de postar tudo sobre o nosso primeiro dia de viagem e espero conseguir voltar amanhã para postar sobre o segundo dia. Aguardem que tem muito mais! :)
Nesse fim de semana iríamos para a praia (na casa da Bisa), mas como o tempo está feio e a Brunna recém está melhorando, resolvemos ficar em casa. Vamos passear por aqui mesmo, afinal de contas ela ficou muitos dias trancada e não aguenta mais, rs. Precisamos dar umas voltas com ela.
A dinda Jordana tb nos ligou convidando para ir à praia, mas explicamos toda a situação e combinamos de marcar pra março. A Brunna vai adorar.
Bom fim de semana a todos!
"A verdadeira arte de viajar...
A gente sempre deve sair à rua como quem foge de casa,
Como se estivessem abertos diante de nós todos os caminhos do mundo.
Não importa que os compromissos, as obrigações, estejam ali...
Chegamos de muito longe, de alma aberta e o coração cantando!"

(Mário Quintana)

Parque de Diversões

Mamãe com Brunna & Pati com Di, no Minhocão!
No Carrossel com a Mami!
No caminhãozinho!
Fofinhos na Cama Elástica
Pose mais fofa!
Di explorando tudo e Bru observando!
Pulava discretamente, sem levantar, rs.
No fim cansou e pediu pra sair!

Onde estivemos...

Bru & Di comprando suquinhos e revistinhas!
Na entrada da pracinha, colhendo uma florzinha pra babynoivinha (virou poema, rs).
Adoram um balanço!
Ela só queria subir e descer...
Hora de ir embora.
Brunna colocando o dvd do 'Patati Patatá' para assistirem.
Jantinha assistindo aos palhacinhos + queridos por eles!
Hora do suquinho!!!

Piscina é legal!!!

Mami, Brunna e Diego, numa visita ao do dindo Alex, na praia.
Brunna, Mamãe e Diego (mamãe amou essa foto!)
Nós quatro!
Abraço de babynoivinhos que se amam.
Brincadeira legal!
Lanchinho e descanso!

"Para viajar basta existir." (Fernando Pessoa)



Ontem às 14h foi o último antitérmico da princesinha, ou seja, a febre não voltou! Estamos em festa, sinal de que o antibiótico começou a trabalhar.
E depois de tantos contratempos vou finalmente contar sobre a nossa viagem do início do mês, rs.
Com as malas prontas, sacolas de brinquedos, guloseimas e o dvd portátil em mãos, seguimos rumo à praia com duas crianças super fofas e três mamães babonas.
Como vcs podem ver pelo vidro do carro (na foto ao lado), estava a maior chuvarada nesse dia, mas isso não atrapalhou em nada, pelo contrário, a diversão ficou muito mais emocionante.
Passamos vários dias pesquisando na internet, fazendo anotações e ligando para hotéis e pousadas em busca de informações e vagas. E depois de tudo isso, resolvemos nos aventurar: sair sem rumo a procura de algum lugar que nos agradasse pessoalmente.
Durante a viagem os babynoivinhos dividiram o tempo entre "Patati Patatá" e um soninho no embalo do carro, enquanto as mamães conversavam sem parar, só pra variar um pouquinho, rs. E claro, muitas histórias pra contar e não faltaram boas risadas. Impossível estar ao lado da Pati e não rir!
Chegamos a praia desejada e começou nossa busca por um lar temporário (a Mi que inventou essa parte do post, hahahaha). Depois de termos reprovado muitos desses lares (hahahaha), encontramos um parque de diversões e bem ao lado uma pousada muito simpática (tão simpática que quando passamos ela sorriu pra nós, rs). Uma pousada bem bonita, que leva o nome da praia, com espaço pros pequenos brincarem. Aprovado! Largamos nossas tralhas (acho que a dona da pousada pensou que ficaríamos por 1 mês) e fomos procurar um restaurante para almoçar. Escolhida a churrascaria, instalamos nossos baby's nos cadeirões com direito a distração favorita deles: o dvd portátil, claro. E assim as mamães conseguem almoçar tranquilamente. (Aline, minha amiga, muito obrigada por ter sido a pioneira nessa idéia. Santa Aline! Rssss.)
Aproveitamos que a chuva havia dado uma trégua e demos um pulinho na casa da praia da bisa. As crianças queriam tomar banho de piscina e eu tinha combinado com o dindo da Brunna que a gente iria até lá. Se divertiram bastante tb correndo pelo gramado e jogando bola. Depois de tanta agitação, foram fazer um lanchinho e descansar na rede. =]
Na volta passamos no supermercado e ainda fomos levá-los para brincar numa pracinha muito linda que tinha lá.
Quando voltamos pra pousada, demos banho e jantinha pros pequenos e fomos no parque de diversões. Foi a primeira vez da Brunna em um parque e ela gostou bastante, já o Di teve medo. Ele só aceitou andar no Minhocão com a mamãe Pati (enqto Brunna andou comigo). Depois a Mami a levou no carrossel e a Pati até tentou colocar o Di num cavalinho, mas ele só quis ficar no colo. A Brunna ainda andou num caminhãozinho e neste ela foi sozinha. No início deu risada, mas na segunda volta, qdo se deu conta de q as mamães não estavam junto com ela, começou a levantar e choramingar, fazendo o titio desligar pra ela descer. Ficou um pouco assustada. Por fim, os dois foram brincar na cama elástica e a Brunna q não é fã desse brinquedo, dessa vez não chorou e até arriscou uns pulinhos, mas sempre sentada. Observava o Di pulando, engatinhava, mas não quis saber de levantar, rs. Chegamos na pousada e fomos preparar a duplinha pra dormir. Só que foi impossível, pois nesse momento já haviamos virado janta do enxame de mosquistos que se encontrava em nosso quarto. Fomos imediatamente até a dona da pousada que nos devolveu uma parte do dinheiro, ajeitamos as tralhas de volta pro carro e seguimos rumo a... onde mesmo? Sei lá, apenas fomos. Dez horas da noite, 2 bebês no carro, 3 mães, muita bagagem no porta-malas e um destino incerto. Éramos as únicas na estrada e estávamos nos achando as mais doidas do mundo e nos divertindo como nunca, enquanto nossos bebês dormiam em suas cadeirinhas feito dois anjinhos, na certa sonhando com o dia feliz que tivemos.

24 de fev de 2011

Quero ler, estou lendo e recomendo!


Estou doida para ler: "Soluções para noites sem choro" (para crianças de 1 a 6 anos) e "A criança mais feliz do pedaço"


Autor: Elizabeth Pantley
Editora: M. Books

O amado clássico para os pais, de Elizabeth Pantley, 'Soluções para Noites Sem Choro', ajudou muitos pais a ajustarem o sono de seus bebês com carinho. Agora em Soluções para noites sem choro para crianças de 1 a 6 anos, lançamento da Editora M.Books a autora mostra as ferramentas para ajudar seu filho de um a seis anos a ir para a cama, permanecer nela e dormir a noite inteira.
Seu filhinho não dorme a noite inteira, briga para não ir dormir e você não tem uma boa noite de sono há anos? Conquiste o descanso que você precisa com os conselhos encontrados em Solução para Noites Sem Choro para Crianças de 1 a 6 Anos.


Autor: Karp, Harvey
Editora: Pandorga Editora

Como acabar com as birras e educar uma criança para que se torne paciente, obediente e cooperativa.
Em
'A Criança mais Feliz do Pedaço' o autor apresenta dicas sobre educação infantil. No livro, Harvey Karp defende que por meio da prática, os pais poderão construir a confiança e o sucesso de seu filho e o seu.




No momento estou lendo: "Eu era uma ótima mãe até ter filhos"


Autor: Ashworth, Trisha; Nobile, Amy
Editora: Sextante / Gmt

"Nossa esperança é sermos capazes de criar ótimos filhos e de nos sentirmos felizes enquanto fazemos isso, o que exige falar sobre o lado bom e o lado ruim da maternidade. Se formos sinceras, talvez nos livremos da idéia de que podemos e devemos fazer tudo. E, se conseguirmos deixar essa fixação de lado, talvez sejamos capazes de controlar nossas expectativas insanas.”
Pode ser que o título deste livro faça você rir e dizer sem titubear: “É verdade!” Afinal, ele resume a sensação que muitas mães experimentam de vez em quando: a maternidade é um “pouquinho” mais complicada do que elas imaginavam.
Munidas de uma grande dose de bom humor, as autoras levantam uma série de questões que assolam as mães modernas, em sua maioria desesperadas para cumprir suas 1.001 funções com perfeição. Será que esses conflitos também infernizam sua vida?

Já li e recomendo: "50 maneiras de criar um bebê sem frescura"


Autor: Rosén, Jenny
Editora: Panda Books



Você já percebeu como a criança se sente feliz com as coisas mais simples? Brincar na terra, rolar na areia da praia, se lambuzar de tinta, beijar o cachorro... Os pais, preocupados com a saúde do filho, geralmente proíbem certas brincadeiras. Como estabelecer o limite entre o que é perigoso e o que oferece riscos à criança? Contando com a opinião de especialistas (pediatra, psicólogo, nutricionista, pedagogo e fisioterapeuta), a autora prova que é possível criar um bebê saudável, sem traumas nem neuras.

Infecção Urinária em Crianças


Saiu o resultado do último exame da princesinha.
Falamos com a Pediatra e ela disse que a infecção urinária foi causada pela bactéria "Escherichia coli". É a infecção bacteriana mais comum causadora da infecção urinária. Achamos que deve ter sido daquela semana toda em q teve diarréia. Mas graças a Deus agora seguimos com o mesmo antibiótico. Depois faremos uma ecografia para saber se atingiu os rins (se Deus quiser não). E apesar dela estar se sentindo melhor (brincando mais e agora sem gemidos) hj a tarde teve ainda 39,5 de febre. Essa está difícil de ir embora... então fomos as duas para baixo do chuveiro enquanto a Mami falava com a Dra Marisa.
Com todos os últimos acontecimentos a nossa princesinha está mega manhosa. Um denguinho só! O que é extremamente compreensível.
Brincamos bastante com ela hoje, pois estava mais animadinha e pedindo atenção. Mas ela adorou mesmo foi brincar no videokê e cantou horrores. O brinquedinho novo era pra mamãe aqui (que ama cantar!) mas no final das contas a filhinha cantora se adonou do microfone. A Mami filmou a cantoria e assim que der publicaremos no youtube da princesinha, tá?
(A foto acima é do dia 08/02 em Capão da Canoa)

Divido com vcs um texto que encontrei no site da Crescer e achei bem legal como fonte de informação: http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI77060-15326,00.html

Infecção urinária em crianças: como prevenir e tratar
Não são só os adultos que sofrem com o problema. Crianças e até bebês podem apresentar esse tipo de infecção

Crianças também sofrem de infecção urinária. E na maioria das vezes ela não está relacionada a más formações anatômicas, e sim à contaminação pelas fezes. Na época das fraldas, por mais que a troca aconteça constantemente, elas podem entrar no canal da uretra e causar a infecção.
Segundo Alessandro Danesi, pediatra do Hospital Sírio Libanês (SP), o problema é mais comum em meninas, por conta da anatomia. “Os meninos têm a uretra mais comprida, o que evita a chegada das fezes até a bexiga. Por isso, quando as meninas começam a se limpar sozinhas, é fundamental que os pais ensinem a maneira correta de fazer a higiene, da frente para trás”, diz.

Sintomas e tratamento
Os primeiros sinais de que o seu filho está com infecção é quando ele se queixa de dor ao urinar, faz xixi várias vezes e em pequena quantidade. E como identificar isso no bebê? “Ou por meio de uma febre sem sinais evidentes que sugiram alguma doença, como gripe, infecção de garganta, ou se perceber a urina turva e com cheiro alterado”, afirma Danesi. O diagnóstico deve ser sempre confirmado com exame de urina.
O tratamento é feito geralmente com antibióticos, e dura, em média, 10 dias. Segundo o pediatra, as crianças respondem relativamente rápido à medicação e logo a febre vai embora e param de se queixar de dor. “É importante que, após dois dias do término do tratamento, seja realizado um novo exame de urina, para verificar se a infecção acabou”, diz.
Para prevenir novas infecções, não segurar a urina e hidratação fazem toda a diferença. Urina amarelada, densa e com cheiro forte sugere que a criança não está tomando líquido o suficiente, o que favorece a proliferação de bactérias.

Por que investigar a infecção
Como a infecção em meninos é mais rara, é preciso saber o que acarretou o problema. “Deve-se, por exemplo, avaliar se a criança tem fimose, porque ela dificulta a higiene da região peniana”, diz Danesi. No caso das meninas, que têm mais propensão à infecção urinária, é necessário aguardar um segundo episódio para analisar.
O que não pode acontecer são infecções urinárias de repetição, que podem comprometer a função renal da criança no futuro. Um diagnóstico preciso é fundamental para descartar se o problema é provocado por bactérias, alteração anatômica, refluxo da urina, que necessitem medicação ou cirurgia.

23 de fev de 2011

~*Convite*~

Dia 01/03 é meu aniversário e vamos comemorar com a família e amigos a noite, pois durante o dia quero ficar grudadinha nas minhas meninas, só Eu e Elas! =D
Então elaborei esse convite para distribuir entre as pessoas que faço questão que estejam na "minha noite". Óbvio q eu apaguei algumas informações por motivo de segurança, visto que o blog é público. Mas senti vontade de deixar aqui registrado para um dia a minha princesinha admirar tb.
Esse local é ótimo (eu adoroooo!) e tem "Espaço Kids" com monitoras pras crianças brincarem a vontade e com segurança enquanto os adultos comem com tranquilidade. É uma maravilha e a Brunna se diverte de montão nos brinquedos!
***
... Mas no dia seguinte ao meu aniversário a diversão muda de nome e eu volto a trabalhar.
Abraços, Mamãe Kaká.

Obrigada pelo carinho!

Por aqui as coisas continuam na mesma. O intervalo de febre da Brunna piorou, ela continua com dor, chorando, gemendo e não querendo se alimentar. Estamos aflitas esperando que o antibiótico comece a fazer efeito e aguardando a ligação da pediatra amanhã para sabermos qual bactéria causou a infecção e se seguimos com esse remédio ou se teremos que trocar.

Peço que rezem para que a recuperação da nossa pequena aconteça o mais breve possível, pois já chega de sofrer. Ela não merece isso e nós estamos exaustas, claro. Durante o dia e a noite não descuidamos um só minuto dela. Fechamos agora uma semana assim. Agradeço imensamente a quem já está em oração. Durante todos esses dias estamos tendo a chance de descobrir pessoas incríveis, que estão ao nosso lado incansavelmente e isso nos dá muita força. Nem temos palavras para expressar nosso apreço.

Família e amigos estão numa corrente positiva muito forte. Todos os dias recebemos mensagens e ligações a procura de notícias sobre a Brunna. Então sempre que posso estou vindo atualizar aqui pra vcs, tá?

Beijinhos cheios de energias boas pra todos nós!